Camila do Nascimento Fialho
Curriculum Vitae

Formação Acadêmica/Titulação

2012
Especialização em Práticas Curatoriais e Gestão Cultural no programa de pós-graduação em Artes Visuais da Faculdade Santa Marcelina, São Paulo.

2006 - 2009
Mestrado em Letras. Trois sujets d'intérêt dans la recherche de "l'or du temps" menée par André Breton. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Porto Alegre, Brasil. Bolsista CAPES. Grupo de estudos: O surrealismo e seus diálogos com a modernidade: aproximações interdisciplinares – SURRDIAL/GpesqCNPq-UFRGS.0381

2000 - 2005
Graduação em Letras. Bacharelado em Tradução português-francês/francês-português UFRGS, Porto Alegre, Brasil. Bolsista CNPq. Projetos de pesquisa: A recepção das vanguardas literárias européias na imprensa de Porto Alegre (1900-1949), coordenado pelo prof. Robert Ponge (2001-2005)

Experiência profissional, projetos e trabalhos

2020              

Participação da exposição Cinzas do Norte, Festival de Fotografia de Tiradentes (adiado), com a obra Caxina Machu, assinada pela RaioVerde. http://fotoempauta.com.br/festival2020/exposicoes/

Presidência Associação Fotoativa, triênio (março 2017 | março 2020).
http://fotoativa.org.br/quem-somos-2/diretoria/

Coordenação do Núcleo de Pesquisa e Documentação da Associação Fotoativa, desde junho de 2015.

2019               

Participação da obra coletiva Mapping Fordlândia, com Herencia, assinada pela RaioVerde. Exposição On Fail[l]ed Tales and Ta[y]lors. La Tabakalera, San Sebastián/ES, 09 dez 2019 | 16 Fev  2020. http://www.suspendedspaces.net/entree/Actualite.html

Co-curadoria da exposição Sobre Sueños, abismos y otras fronteras – Fotoativa ayer y hoy, ao lado de Irene Almeida, no Centro de Fotografia de Montevideo, 15 a mar. a 13 de jul.  http://cdf.montevideo.gub.uy/exposicion/sobre-suenos-abismos-y-otras-fronteras-fotoativa-ayer-y-hoy

2018   

Participação da exposição Retour de Fordlandia, em La Colonie (Paris) e La Tôlerie (Clermont Ferrand), com os trabalhos Goutte à goute e Seedspaces, ambos assinados pela RaioVerde. http://www.suspendedspaces.net/entree/Retour_de_Fordlandia_-_La_Colonie.html

Participação em mesa redonda: Fotoativa ontem e hoje, ao lado de Miguel Chikaoka e Patrick Pardini, Sesc Sorocaba/SP, 6 de out.  

Curadoria exposição Atravessamentos: Fotoativa ontem e hoje, Sesc Sorocaba/SP, de 4 de outubro de 2018 a 3 de fevereiro de 2019. http://fotoativa.org.br/mostra-atravessamentos-2018/

Participação em residência artística embarcada em Fordlândia organizada pelo coletivo Suspended Spaces, Tapajós/Pará, 27 de agosto a 8 de setembro.

Co-curadoria da exposição coletivo Outros Documentos, junto de Orlando Maneschy, Galeria Benedito Nunes, Belém/PA, de 24 de agosto a 21 de set.

Coordenação X Colóquio de Fotografia e Imagem: arquivos e outras memórias, Associação Fotoativa, de 22 a 25 de agosto.  


2017

Júri Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia, junto de Alexandre Sequeira e Isabel Amado.

2016
Curadoria Pariwat Jenipapo. Exposição Denis Rodriguez. Acompanhamento curatorial etapa Belém, projeto Não sou daqui, nem sou de lá, contemplado pelo Programa Rede Nacional Funarte Artes Visuais 12a edição.

Coordenação do Laboratório de Projetos, Associação Fotoativa, jun. 2015/ dez. 2016.

330 (ou sobre uma única viagem). Obra contemplada pela Temporada de Projetos 2016 – Paço das Artes, assinada pela RaioVerde. Entrevista, por Priscila Arantes: https://www.youtube.com/watch?v=FH8ljxxFkEc&feature=youtu.be

Curadoria Alfabeto de Ficções. Associação Fotoativa, set.-nov.

Coordenação compartilhada da III Mostra de Projeções da Fotoativa – Cidades Imaginárias, com José Viana e Irene Almeida.

Produção Executiva Projeto Circular, out. 2015/ jun.2016.

Prêmio Experimentação, Pesquisa e Difusão Artística 2016 - SEIVA. Fundação Cultural do Pará. Projeto A Palavra é o Limite.

Colônia (ou como tirar leite de pedras), assinada pela Raio Verde, apresentada em coletiva - Paisagens de Lance. Casa das Onze Janelas, ago-set.

Organização da Mostra - Um Tanto de Nós, um ano depois, resultado do projeto Fotoativa em residência: dois de cá, dois de lá. Galeria Vitória de Barros. Marabá/PA.

2015

Co-curadoria da exposição Alastramento, com Véronique Isabelle, no Ateliê 397/SP. Segunda etapa do projeto Circuito Independe: aproximações possíveis entre Belém e São Paulo, coordenado pelo pelo Ateliê 397/SP e contemplado pelo Programa Rede Nacional Funarte Artes Visuais - 11ª edição. https://atelie397.com/alastramento-abertura/

Participação no encontro O Artista Gestor e a Potência Independente, na mesa Novos Modelos e Alternativas de Pesquisa, Formação e Exibição, realizado no Ateliê 397, São Paulo/SP, de 27 a 30 de julho.

Concepção, organização e projeto gráfico, com José Viana, da publicação Viver ou Narrar, resultado do projeto Fotoativa em Residência: dois de cá, dois de lá contemplado pelo Programa Rede Nacional Funarte Artes Visuais - 11ª edição.

Co-coordenação II Mostra de Projeções Fotoativa, com José Viana.

Coordenação do projeto Fotoativa em Residência: dois de cá, dois de lá contemplado pelo Programa Rede Nacional Funarte Artes Visuais - 11ª edição.

Curadoria e Mediação em Belém do projeto Circuito Independe: aproximações possíveis entre Belém e São Paulo, coordenado pelo pelo Ateliê 397/SP.

Curadoria Registro do Presente – a doação das Pedras ao Museu, exposição individual do artista José Viana, no Museu Casa das Onze Janelas, 25 de fevereiro de 2015.

2014

Co-curadoria Segundo Ciclo, junto com Bruno Mendonça, Mariana Lorenzi e Jaime Lauriano, coletiva do Projeto Vitrine 2014. .Aurora/SP.

Idealização e Coordenação compartilhada da I Mostra de Projeções Fotoativa, com José Viana.

Ministrante de Oficina de Portfólio. Associação Fotoativa. Carga horária: 12h/aula.

Co-realização do filme Terra pra quem, com José Viana, produzido pela Comissão Pastoral da Terra de Marabá, projeto financiado pela União Europeia.

Curadoria da exposição Tintas Aurora, de Duane Bahia, projeto Vitrine .Aurora, 28 de junho a 02 de agosto.

Júri de seleção do projeto Vitrine do .Aurora e acompanhamento do artista Duane Bahia.

2013

Coordenação compartilhada e produção do projeto Residência no Condomínio (Condomínio Cultural), contemplado pelo prêmio ProAC Edital nº 18/2012 – Concurso de Apoio a Projetos de Espaços Independentes vinculados às artes Visuais no Estado de São Paulo.

Co-curadoria com Thaís Rivitti da exposição Onde o Rio Acaba, Projeto Carajás Visuais: Entre Rios e Redes, Programa Rede Nacional Funarte, Ateliê 39/SP.

Co-curadoria com Cláudia Afonso da mostra de abertura do espaço .Aurora.

2012

Residente enquanto pesquisadora do 6 # Ateliê Aberto da Casa Tomada, de abril a julho, São Paulo

Curadoria e Produção do projeto Michê – coisas que fazemos por dinheiro, mas com muito prazer, do Ateliê 397/SP.

2010

Professor de Francês do NELE (Núcleo de Extensão de Ensino de Línguas estrangeiras), UFRGS.

2009

Professor de Francês para adultos em dificuldade de integração (30h), Associação CRIGA (Centro de pesquisa Internacional Guiana-América). Caiena, Guiana Francesa.

2008-2009

Assistente de língua portuguesa e de desenvolvimento de projetos interescolares (outubro de 2008 - junho 2009, 12h/semana). Academia da Guiana, Caiena, Guiana Francesa.

Textos e Traduções

Desacelere: ouse diminuir o ritmo e viva melhor. Sylvain Menétrrey, Stéphane Szerman. Traduzido do francês por Camila Fialho. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2016. 227p.

‣ “A questão dos regimes de velocidade das imagens”. Philippe Dubois. Traduzido do francês por Camila do Nascimento Fialho. Belém: Diário do Pará, 2015. 

Moda Vintage - 20 moldes dos anos 60. Barbara Bouquet. Traduzido do francês por Camila do Nascimento Fialho. São Paulo: Editora Senac SP 2015. 94p.

Teorias da Relações Internacionais. Dario Battistella. Traduzido do francês por Camila Filho. São Paulo: Editora Senac SP, 2014. 760p.

Da Antropofagia ao consumo indigesto: Como era gostoso o meu antropófago, texto para catálogo do grupo Indigestão, Programa Funarte 9º edição, sobre perfomance realizada no Ateliê 397.

Salas do Sertão, por Ana Letícia Fialho e Camila Fialho. Texto sobre o trabalho de Maurício Pizani.

‣ Textos diversos, Convivências, publicação da Casa Tomada. 

O que é uma cidade criativa? Elsa Vivant, traduzido do francês por FIALHO, Camila. São Paulo: Editora Senac, 2012, 96p.

Ensaios sobre moda, arte e globalização, textos de Diana Crane organizados por Maria Lucia Bueno, traduzido do francês por FIALHO Camila, SZLAK Carlos e LAUREANO. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2011, 272p.

Ágata Noturna, romance de Emmanuel Tugny traduzido do francês por FIALHO, Camila. Porto Alegre: Editora Meridional/ Sulina, 2010, 280p.